7 de novembro de 2006

Função social da poesia ruim



Fernando Gonsales

3 comentários:

ju disse...

Eiiiii sou ceguinha, nem aumentando consegui ler hehehehe.
Bjo.

ana rüsche disse...

há!

por isso no saraivada o melodrama só entrará pela porta dos fundos.

beijo

ana rüsche disse...

o fréssia é um gentleman (para não usar o adjetivo "fofo" que adoro). se apresentou, contou quem era e tudo.