8 de janeiro de 2007

Solecismos ou Um dicionário no elevador

Definição do Houaiss: "solecismo - intromissão, na norma culta de uma língua, de construções sintáticas alheias à mesma, ger. por parte de pessoas que não dominam inteiramente suas regras". Será que o Houaiss quis dar um exemplo prático de solecismo no próprio verbete?

Lembremo-nos da infame plaquinha dos elevadores de São Paulo: "Antes de entrar no elevador verifique se o mesmo encontra-se parado neste andar". O mesmo empregado como pronome é só um dos elementos que compõem essa aberração pictórica.

Eu tenho medo do mesmo!, já dizia a comunidade do orkut. Isso me lembra um poema alheio do saudoso Wallace O'Brian:

ATLAS

Verfique se o mesmo
encontra-se parado.


Numa primeira leitura, o poema talvez remeta apenas à referida plaquinha de elevadores, mas não se engane. Trata-se na verdade de uma invocação ao grande titã condenado a sustentar o mundo nas costas, como se lhe dissesse: "constate, Atlas, a partir de sua perspectiva constelativa, como a mesmice permanece apesar das voltas que o mundo dá!".

Essa interpretação do poema, estritamente literal, só é possível (mas não a única possível) se forem evitados os solecismos do texto original. Sem isso, o que nos resta é um dicionário dentro do elevador - metáfora para os altos e baixos da nossa língua, quando não da nossa lexicografia.

6 comentários:

Ju disse...

Essa plaquinha nunca mais será a mesma hahaha.
Bjo.

ana rüsche disse...

ah, ficou ótimo o post! caprichou, adorei.

na próxima, conte que o houaiss ignora a "mistura" como sinônimo de acompanhamento ao arroz e feijão, hahahá. polícia para quem precisa.

e quando tiver um tempinho, coloca as fotos do aniversário da cris!

beijinhos

Said disse...

metadicionário!

Victor disse...

Olha só, o Fábio revisando o dicionário. Muito bom. Mas cá entre nós, deslizes na língua portuguesa acontecem. Somente o professor Pasquale pra conseguir escapar de todas as armadilhas do nosso idioma.

Carol Marossi disse...

Putz, acabei de falar do homem aí em cima...Que engraçado!
Isso aí, Snoop, coloque seus olhos de lince para trabalhar a favor da maltratada língua portuguesa!

Besos!

Fábio Aristimunho disse...

Como falei pro Victor uma vez, já fazia um tempo que eu ensaiava postar uns tópicos de gramática. Bom que vocês gostaram, que aí vêm mais torpedos!

Ana, não é só o Houaiss que se esqueceu de "mistura" como acompanhamento do arroz e feijão; Aurélio e Michaelis também não trazem essa acepção, que é conhecida em SP, PR, MG, MS, MT, GO e DF, pelo menos!

a/b